Media  |
Fale  |

Filmes
Acusados

Quando nos referimos ao filme The Accused (Acusados) retratamos uma parceira americana e canadense para basear-se a um fato verídico que ocorreu no ano de 1983 no estado americano do Massachusetts. A riqueza de seu enredo contou com a ilustre atuação da atriz Kelly McGillis, que ficou famosa em 1986 ao ser o par romântico e de Maverick, vivido por Tom Cruise em Top Gun. A atriz americana conseguiu ter uma excelente performance devido a mesma já ter passado pela péssima experiência de ter sido estuprada em 1982 quando foi violentada sexualmente em seu próprio apartamento, esse trauma fez com que Kelly aceitasse o papel para o filme, no que rendeu em uma considerável atuação.
FICHA

"Acusados"
Título original:
"The Accused"
EUA, 1988, 111 minutos.

Elenco:
Kelly McGillis -
Kathryn Murphy
Jodie Foster -
Sarah Tobias
Bernie Coulson -
Ken Joyce
Leo Rossi -
Cliff 'Scorpion' Albrect
Ann Hearn -
Sally Fraser
Carmen Argenziano -
D.A. Paul Rudolph
Steve Antin -
Bob Joiner
Tom O'Brien -
Larry
Peter Van Norden -
Attorney Paulsen

Diretor:
Jonathan Kaplan
Escrito por:
Tom Topor
Produtores:
Stanley R. Jaffe, Sherry Lansing e Jack Roe
Música:
Brad Fiedel
Diretor de Fotografia:
Ralf D. Bode
Edição:
O. Nicholas Brown e Gerald B. Greenberg
Diretor de Arte:
Sheila Haley

Distribuidora: Paramount Pictures
Gênero: Drama, Policial

Baseado no estupro de Cheryl Araújo, o cineasta americano Jonathan Kaplan foi o pioneiro a abordar temas delicados em filmes hollywoodianos em um período onde censuras e limitações de expressão de uma forma ou de outra fazia parte do contexto social. O roteiro por sua vez é assinado por Tom Topor.

A intensidade no qual uma garçonete é estuprada por vários clientes bêbados no bar em que prestava serviços faz com que uma advogada se sensibilize pela jovem funcionária violentada. Tal ocorrência é designado para caso de estupro. No decorrer do processo, sabe-se que é feito acordo com os agressores, enfurecendo a advogada Kathrin Murphy, interpretada por McGillis. A advogada decide processar os "espectadores" que aplaudiam de forma estúpida e grosseira esse ato primitivo, afinal eles incentivaram ainda mais o horror ao invés de interceder em prol da garçonete. O Júri delibera por um período longo, encontrando no final os três homens acusados que de forma pouco provável teriam concedida liberdade condicional.

A obra audiovisual foi um sucesso de crítica, afirmando determinados especialistas que para alguns homens o filme revela uma verdade que a maioria das mulheres já sabe, dos danos causados pelo assédio sexual verbal. O trabalho cinematográfico foi nomeado para o Urso de Ouro, no 39º festival internacional de cinema de Berlim, confirmando assim as expectativas e receptividade dos espectadores e críticos.

Infelizmente nos dias de hoje ficamos carentes no aspecto conteúdo. Produções das décadas de oitenta, mesmo quando o gênero do filme era humor, tinham mensagens bacanas e que podíamos nos fazer refletir de alguma forma, hoje estamos a mercê de um mercado cada vez mais apelativo e carente de qualidade, ressaltando que criatividade e inteligência são marcas registradas da década que nos complementa, mesmo fisicamente estando em pleno século XXI.

Curiosidades:

Oscar 1989 (EUA) - Venceu na categoria de melhor atriz (Jodie Foster).

Globo de Ouro 1989 (EUA) - Venceu na categoria de melhor atriz dramática (Jodie Foster).

BAFTA 1990 (Reino Unido) - Indicado na categoria de melhor atriz principal (Jodie Foster).

Festival de Cinema de Berlim 1989 (Alemanha) - Indicado ao Urso de Ouro na categoria de melhor filme.

Prêmio David di Donatello 1989 (Itália) - Venceu na categoria de melhor atriz (Jodie Foster).

 


Aldiéres Silva