Media  |
Fale  |

Filmes
Os Aventureiros do Bairro Proibido

 

FICHA

"Os Aventureiros do Bairro Proibido"
Título original:
Big Trouble in Little China
EUA - 1986, 99 minutos.

Elenco:
Kurt Russell -
Jack Burton
Suzee Pai -
Miao Yin
Kim Cattrall -
Gracie Law
Dennis Dun -
Wang Chi
James Hong -
David Lo Pan
Victor Wong -
Egg Shen
Kate Burton -
Margo
Donald Li Donald Li -
Eddie Lee
Carter Wong -
Thunder
Peter Kwong -
Rain
James Pax -
Lightning
Chao Li Chi -
Uncle Chu


Diretor: John Carpenter
Escritores:
Gary Goldman, David Z. Weinstein
Adaptação:
W.D. Richter
Produtores:
Keith Barish, Larry J. Franco, Jim Lau, James Lew, Paul Monash
Música por:
John Carpenter, Alan Howarth
Edição:
Steve Mirkovich, Mark Warner, Edward A. Warschilka
Distribuidora:
20th Century Fox

Literalmente um filme eletrizante!!!

É assim que podemos definir o filme “Os aventureiros do Bairro Proibido”, que se tornou um “cult” entre os admiradores de clássicos dos anos 80.

Dirigido por John Carpenter, que dirigiu as obras primas “Halloween”; “Fuga de Nova York” e “O enigma de outro mundo”, resolveu inovar dessa vez ao mesclar comédia e aventura no universo underground de Chinatown, bairro tradicional.

John Carpenter escolheu novamente o ator Kurt Russel, com quem já havia trabalhado em “Fuga de Nova York” e “O enigma de outro mundo”, para interpretar o valentão e destemido caminhoneiro Jack Burton, conhecido e respeitado pela comunidade de Chinatown.

O filme começa com Jack ganhando uma aposta com seu amigo Wang Chi, que promete o pagamento após buscar sua noiva Miao Yin, uma belíssima chinesa de olhos verdes. Porém o inesperado acontece, um trio que faz parte de uma gangue chinesa perigosa acaba sequestrando a noiva de Wang Chi.

A partir daí, começa uma saga de aventuras, pancadarias e maluquices, pois Wang Chi e Jack partem em seu caminhão para o resgate desse misterioso rapto.

Com a ajuda da advogada Grace Law, que protege os direitos das imigrantes chineses e luta contra o tráfico de mulheres, a dupla descobre o responsável pelo sequestro: o mago milenar LoPan, que foi amaldiçoado há mais de 2.000 anos e para quebrar o feitiço, necessita de uma chinesa de olhos verdes, casar-se com ela e depois sacrificá-la.

E durante a trama, existe uma mistura de elementos que tornaram o filme único. O romance entre o bruto Jack e a charmosa advogada Grace, loiríssima de olhos verdes que ganhou o coração do herói, mesmo os dois se alfinetando o tempo todo. Também o flerte entre a jornalista medrosa Margô com o Eddie Lee, o chefe dos garçons que possui muitas informações sobre as lendas chinesas, além claro do amor incondicional de Wang Chi pela sua amada Miao Yin.

Outro elemento são as surpresas encontradas pelos caminhos subterrâneos para chegarem até o mago LoPan, surgem nada mais nada menos que vários monstrengos para atrapalhar os heróis, todos muito caricatos, comédia total!!!!

Um destaque importante é a participação do guia turístico Egg Shen, um feiticeiro de magia branca que ajuda a dupla de heróis, aliás, sua ajuda acaba sendo fundamental no desfecho da trama.

O filme não se tornou um sucesso comercial, inclusive fracassou nas bilheterias, mas em compensação fez muito sucesso no VHS e nas suas exibições na TV, eu particularmente acompanhei muito nos bons tempos da sessão da tarde, e é muito cultuado e as pessoas têm um carinho muito grande pelo filme, e é isso que importa, concordam?

 




Carlos Simões


e