Media  |
Fale  |

Filmes
Cegos, Surdos e Loucos

 

FICHA

"Cegos, Surdos e Loucos"
Título original:
"See No Evil, Hear No Evil"
EUA - 1989, 103 minutos.

Elenco:
Richard Pryor - Wallace 'Wally' Karue
Gene Wilder - Dave Lyons
Joan Severance - Eve
Kevin Spacey - Kirgo
Alan North - Braddock
Anthony Zerbe - Sutherland
Louis Giambalvo - Gatlin
Kirsten Child - Adele

Diretor:
Arthur Hiller
Escritores:
Earl Barret, Arne Sultan e Marvin Worth
Produtores:
Earl Barret, Burtt Harris, Erica Hiller, Arne Sultan, Jody Worth e Marvin Worth
Música:
Stewart Copeland
Diretor de Fotografia:
Victor J. Kemper
Edição:
Robert C. Jones

Distribuidora: TriStar Pictures
Gênero: Ação, Comédia

Dirigido por Arthur Hiller (mesmo diretor de Love Story - Uma História de Amor) e produzido por Marvin Worth (Infielmente Tua, Amor à Primeira Vista, Malcolm X, Diabolique), Cegos, Surdos e Loucos foi lançado em 1989 e estrelado por Richard Pryor, Gene Wilder e . O filme também conta com a excelente participação de Kevin Spacey.

Cegos, Surdos e Loucos conta a história de Wally (Richard Pryor) e Dave (Gene Wilder), um cego e um surdo que testemunham um assassinato. Enquanto um escuta os tiros o outro vê a assassina e quando a polícia chega ao local e os encontra ao lado do corpo, ambos se tornam os principais suspeitos. A partir de então eles precisam fugir da polícia e dos assassinos, enquanto tentam provar sua inocência.

A comunicação entre os dois é bem confusa e engraçada e durante todo o filme se metem em uma série de confusões. Como quando Wally, o cego, se mete em uma briga num bar e Dave dá as direções de onde o cara está para que Wally consiga acertá-lo.
Há também a cena em que eles roubam um carro da polícia e Wally dirige enquanto Dave dá as coordenadas. Essa é uma das melhores.

Hilário como todo filme que conta com a participação de Wilder, Cegos, Surdos e Loucos é uma comédia um tanto quanto inocente. Bem diferente do que vemos na maior parte dos filmes hoje em dia, consegue ser muito engraçado sem ser apelativo. Richard Pryor como sempre atuou muito bem e fez par perfeito com Gene Wilder.

Esse com certeza é um filme que não pode faltar na lista de qualquer cinéfilo. Afinal um pouco de risada fácil, que é garantida nesse caso, é sempre bom!


 


Natascha Coelho

e