Media  |
Fale  |

Filmes
O Enigma da Pirâmide

Imagine o jovem Sherlock Holmes encontrando-se com o jovem ''caro Watson'' numa escola repleta de jovens esnobes, na velha e sombria Londres do século XIX? Imagine também que Holmes tenha uma bela namorada e pense por que ele nunca se casou? Imagine ainda um cientista louco e, por fim, a forma como o célebre detetive foi adquirindo seus inseparáveis objetos - o cachimbo, a capa, o chapéu e o violino? A sequência em que esses elementos surgem é divertidíssima e a aventura em que embarcam, eletrizante e intrigante, com belos efeitos especiais.

Além disso, no final, o vilão ''parece'' que morreu afogado, depois de um duelo de esgrima com o nosso herói. Morreu? ...elementar, meu caro autobâhnico(a) oitentista!...melhor assistir, não se arrependerá!!!

No mais, sobra o usual ''toque de Spielberg''(aqui como produtor). Isso garante a boa diversão e, vale sempre aquela dica aos cinéfilos apaixonados: tendo aquela oportunidade, deêm uma olhada nos Sebos da cidade, passem numa locadora ou baixem pela internet. Se eu contar tudo o que rola neste clássico da ''Sessão da Tarde'' dos anos 80, aí perde a graça...rsrsrs!

FICHA

"O Enigma da Pirâmide "
Título original:
"Young Sherlock Holmes "
EUA, 1985, 109 minutos.

Nicholas Rowe - Sherlock Holmes
Alan Cox - John Watson
Sophie Ward - Elizabeth Hardy
Anthony Higgins - Rathe / Ehtar
Susan Fleetwood - Sra. Dribb
Freddie Jones - Cragwitch
Nigel Stock - Waxflatter
Roger Ashton - Griffiths - Lestrade
Earl Rhodes - Dudley


Direção: Barry Levinson
Roteiro: Chris Columbus
Produção: Mark Johnson
Música: Bruce Broughton
Fotografia: Stephen Goldblatt
Figurino: Raymond Hughes
Edição: Stu Linder
Efeitos especiais: Industrial Light & Magic

Estúdio: Paramount Pictures
Distribuidora: Paramount Pictures

Genêro: Aventura

CURIOSIDADES

- A falsa neve utilizada nas filmagens, matou a grama da Universidade de Oxford (cenário utilizado nas filmagens) para contar a história, onde parte do filme foi rodado. Com isso, Steven Spielberg teve que reembolsar a Universidade com a quantia gasta, afim de recuperar (totalmente) a grama local;

- Recebeu uma indicação ao Oscar, na categoria de Melhores Efeitos Especiais. Aliás, foi um dos primeiros a utilizar os recursos da computação gráfica na época (1985). Muito avançados, até então;

- Integra um quarteto de títulos de sucessos produzidos por Spielberg naquele período, ao lado de ''De Volta para o Futuro'', ''Os Goonies'' e ''Gremlins'';

- Dirigido por Barry Levinson, de ''Rain Man (Oscar 1988) e com o roteiro de Chris Columbus, que mais tarde se tornaria diretor de ''Harry Potter'', seguindo a mesma linha de mistério e fantasia na franquia do bruxo de óculos. Sem dúvida, foi uma referência, fez escola e influenciou não só Columbus, como outros diretores ao meu ver;

- Trilha sonora composta por Bruce Broughton, que deixou sua marca registrada em filmes como ''O Monstro do Armário''(1986), ''Silverado''(1985) e ''Um Hóspede do Barulho''(1987), só para citar alguns dos anos 80. Uma das canções marcantes foi ''Washing Elizabeth'', na cena do ritual egípcio, fácil de encontrá-la nos sites de downloads, entre outras. Ótima e raríssima, diga-se de passagem.

Nostalgia Pura!!!

 

Marco Paulo Vieira