Media  |
Fale  |

Filmes
Excalibur

 

FICHA

"Excalibur"
Título original:
Excalibur
EUA - 1981, 112m.

Elenco:

Nigel Terry

Helen Mirren

Gabriel Byrne


Diretor:John Boorman

Gênero: Fantasia

Baseado na lenda do Rei Arthur, Excalibur foi lançado em 1981 e dirigido por John Boorman. O diretor tem uma longa carreira, mas um dos trabalhos mais conhecido de sua lista é provavelmente O Exorcista II. O filme lhe rendeu dois prêmios: o de melhor figurino pela Academia Americana de Filmes de Ficção Cientifica, Fantasia e Terror em 1982 e o de melhor contribuição artística no Festival de Cannes no mesmo ano de lançamento.
Salvo algumas exceções, o elenco não conta com grandes estrelas. Boorman não queria que o filme se resumisse a um conjunto de grandes atores, queria que os telespectadores se concentrassem na história e por isso optou por um grupo não tão conhecido. Os únicos atores que já tinham destaque são Helen Mirren e Patrick Stewart. Liam Neeson e Gabriel Burn estavam bem no início da carreira e até então não haviam atuado em nenhum projeto significativo.

Diferentemente de muitos outros, o filme não conta apenas um trecho da lenda de Rei Arthur, mas toda a história e sucessão de traições e intrigas que envolve a ascensão e o declínio do Rei. A história de seu pai, Uther Pendragon, e o momento em que ele crava a espada na pedra; a transformação de Morgana em uma grande feiticeira com sede de vingança; a traição de Lancelot e Guenevere; e a morte do protagonista perpetrada por seu próprio filho.


Tecnicamente falando o filme não é muito bem produzido, a fotografia é estranha e há vários erros de figurino (embora pareça ser um dos pontos mais elogiados). Mas ainda assim, é nostálgico. Lembro que adorava esse filme quando era criança, pois a fotografia me passava um clima extremamente aflitivo. Muita luz em alguns momentos e aquela sensação de umidade o tempo todo me deixava um pouco perturbada. Mas era isso o que me atraía.
Como a maioria dos filmes sobre a lenda, a forma como a história se desenvolve também não é das mais atraentes. Na verdade, acho que até hoje ninguém fez um filme realmente bom sobre a lenda de Rei Arthur. Talvez porque a história em si não seja mesmo tão interessante.

Um dos meus filmes preferidos, daqueles que nunca vou me cansar de assistir.


Natascha Coelho


e