Media  |
Fale  |

Filmes
Marcas do Destino

Inspirador. É com esta palavra que podemos definir o sentimento que presenciamos quando assistimos ao filme Marcas do Destino (Mask), filme americano de 1985, dirigido por Peter Bogdanovich. Neste belo filme, podemos ver a verdadeira história de Roy L. ‘Rocky’ Dennis (vivido pelo excelente ator Eric Stoltz), um adolescente portador de uma rara doença que faz com que os ossos do seu rosto cresçam demais. Devido a essa deformidade, a vida de Rocky acaba por se tornar uma longa jornada de dor, preconceito e solidão, vencidos somente pelo grande e inabalável amor e determinação de sua mãe, Florence ‘Rusty’ Dennis (com a primeira e uma das mais impressionantes atuações de Cher). Rocky acaba por se tornar uma grande inspiração para seus amigos, colegas e professores e um grande exemplo para a sociedade, que ainda sofre com o preconceito.

Embora não seja contado no filme, Rocky nasceu em 4 de Dezembro de 1961, em Los Angeles, aparentemente normal. Quando ele tinha 2 anos de idade, os primeiros sinais começaram a aparecer após um raio X diagnosticar a doença. Por se tratar de uma doença rara, os médicos sempre diziam que não passaria dos 4 anos de idade. Nessa hora, pode-se perceber a presença da mãe, Rusty, que nunca aceitou a opinião dos médicos e faz de tudo para que o seu filho tenha uma vida normal.

FICHA

"Marcas do Destino"
Título original:
"Mask"
EUA, 1985, 120 minutos.

Cher - Florence 'Rusty' Dennis
Sam Elliott - Gar
Eric Stoltz - Roy L.'Rocky' Dennis
Estelle Getty - Evelyn
Richard Dysart - Abe
Laura Dern - Diana Adams
Micole Mercurio - Babe


Diretor: Peter Bogdanovich
Produção: Martin Starger
Roteiro: Anna Hamilton Phelan
Fotografia: László Kovács
Trilha Sonora: Dennis Ricotta


Distribuidora: Universal Pictures

Gênero: Drama

O filme começa por contar o convívio de Rocky com sua mãe (os pais eram divorciados) e seus amigos motoqueiros, que por sinal também eram excluídos da sociedade. A mãe consegue, com alguma dificuldade, matricular o filho em uma escola pública, mesmo com o preconceito de todos em aceitar uma pessoa com uma deformidade. Aos poucos, Rocky vai quebrando o preconceito e faz amigos, além de demonstrar ser um aluno acima da média. Mas a vida para Rocky não foi fácil, pois além dos problemas com o preconceito, teve que enfrentar alguns problemas em casa, como o fato da mãe ser viciada em drogas e as terríveis dores de cabeça, que só passavam com uma técnica criada por sua mãe.

Rocky tinha um sonho de viajar pela Europa e com isso vai economizando dinheiro junto com seu amigo Ben. Tinha também o hábito de colecionar cartões com imagens de jogadores de Beisebol. Por não ter a presença de seu pai, tem em Gar (personagem vivido por Sam Elliott), antigo amor de sua mãe, a imagem de um pai e amigo. Além disso, podemos ver também a presença de seu amigo motoqueiro Dozer, que o acompanha em todos os momentos.

Um dos melhores momentos do filme foi quando convidaram Rocky para passar uns dias em um acampamento para cegos, onde trabalharia como monitor. Foi quando conhece o maior amor de sua vida, Diana (Laura Dern). A personagem era cega, o que não a impede de também viver um grande amor.

Ao longo do filme, podemos ver como Rocky tenta quebrar os preconceitos entre os colegas de escola, sua luta para fazer a mãe se livrar do vício e viver uma vida normal, assim como ele tenta viver e também podemos notar que, assim como uma pessoa normal, ele busca incansavelmente realizar seus sonhos, mesmo que estes pareçam ser impossíveis devido as suas limitações.

“Eu queria fazer um filme sobre emoções humanas básicas, como o amor e a felicidade - as marcas e as máscaras de todos nós. O medo e a dificuldade de mostrar nossos verdadeiros sentimentos." (Peter Bogdanovich, diretor de Marcas do Destino).


Um filme emocionante e inspirador e que com certeza nos faz refletir a respeito de nossos sonhos, medos e do modo como vivemos nossas vidas, isto é, de que devemos viver incessantemente todos os dias de nossas vidas.

Premiações
O filme levou alguns prêmios merecidos e foi indicado em outras categorias:
- Vencedor do Oscar de melhor Atriz para Cher no Festival de Cannes (1985).
- Vencedor do Oscar de Melhor Maquiagem para Michael Westmore e Zoltan Elek (1986).
- Indicação a Palma de Ouro para Peter Bogdanovich (1986).
- Indicação ao Globo de Ouro na categoria Ator Coadjuvante para Eric Stoltz e Indicação a Atriz Drama para Cher (1986).

Curiosidades
- Eric Stoltz, o ator que interpretou Rocky Dennis, ficava tanto tempo sob a pesada maquiagem que quando ele chegou à festa de pós-produção, teve que apresentar a identificação de segurança para provar que ele era Eric Stoltz. Além disso, quando chegou lá, teve que se apresentar perante alguns do elenco e participantes, porque muitos deles não sabiam quem realmente ele era.

- Na vida real, Rusty, a mãe de Rocky, realmente teve dois filhos. O menino mais velho morreu de complicações de AIDS, que ele obteve a partir de uma transfusão de sangue.

- Rocky Dennis morreu em 4 de Outubro de 1978 aos 16 anos, contrariando todas as previsões médicas, e seu corpo foi doado para o Centro médico de Los Angeles (UCLA) para pesquisas médicas.

- Existem diversas matérias na Internet a respeito da história de Rocky Dennis, inclusive um Fã Clube.


Reynaldo Rivero