Media  |
Fale  |

Filmes
Platoon

Platoon é um filme que foi dirigido e escrito pelo cineasta nova iorquino Oliver Stone. O filme narra seu ponto vista e vivência que o mesmo obteve durante a guerra do Vietnã. O roteiro foi escrito e finalizado em 1976, sendo que a produção cinematográfica ocorreu em 1986.

Platoon foi filmado na ilha de Luzon, nas Filipinas, a partir de fevereiro de 1986. A produção do filme ocorreu em uma data agendada pois foi quase cancelado por causa da agitação política no país devido ao então ditador Ferdinand Marcos, mas com a ajuda do famoso produtor asiático Mark Hill, a sessão prosseguiu como programado. A filmagem durou 54 dias e custou US$ 6,5 milhões. A produção fez um acordo com os militares das Filipinas para o uso de equipamento militar. Os críticos de cinema foram bem receptivos com o filme, mesmo com uma imagem para os padrões da época com violência vista na guerra e a ambigüidade moral criado pelas realidades da guerra de guerrilha.

FICHA

"Platoon"
Título original:
"Platoon"
EUA, 1986, 120 minutos.

Charlie Sheen - Soldado Chris Taylor
Tom Berenger - Sargento Bob Barnes
Willem Dafoe - Sargento Elias Grodin
Forest Whitaker - Big Harold
Kevin Dillon - Bunny
Francesco Quinn - Rhah
John C. McGinley - Sargento O'Neill
Richard Edson - Sal
Reggie Johnson - Junior
Keith David - King
Johnny Depp - Gator Lerner
David Neidorf - Tex
Mark Moses - Tenente Wolfe
Chris Pedersen - Crawford
Tony Todd - Warren
Corkey Ford - Manny
Dale Dye - Capitão Harris

Direção: Oliver Stone
Produção: Arnold Kopelson
Roteiro: Oliver Stone
Trilha Sonora: Georges Delerue
Direção de Fotografia: Robert RichardsonEdição: Claire Simpson
Produtora Cinematográfica: Hemdale Film Corporation

Orçamento: US$6 Milhões
Bilheteria: US$ 138.530.565,00

Distribuidora: Orion Pictures (original), Metro Goldwyn Mayer (atual)

Gênero: Guerra

O filme é considerado um dos melhores filmes de guerra dos anos 80, e com certeza também reflete a posição sempre imperialista e soberba do governo americano frente a países considerados menos desenvolvidos "democraticamente". O roteiro também chama a atenção pelo fato de mostrar os horrores da guerra do Vietnã através dos olhos de Chris, um jovem recruta que se alista voluntariamente para o combate.


Nos anos 80 politicamente o mundo vivia dividido em duas ideologias, sendo uma capitalista representada pelos EUA e a outra socialista, representada pela URSS. Certamente o filme consegue chamar a atenção para as falhas do sistema capitalista em querer dominar o mundo. Para muitos que viveram nesse período pode ser analisado bem como era abordado tal assunto.

Sua trilha sonora também chama a atenção pois há momentos de reflexão e euforia, de acordo com os acontecimentos do filme, retrata também o "espírito do americano do interior" que em poucas produções são realizadas. Essa ambigüidade é necessária em produções cinematográficas e naquele período foi uma excelente sacada por Georges Delerue, pois tal estilo se tornaria uma tendência em anos e produções seguintes. Certamente Platoon nos faz pensar se é necessário guerra e a ambição em controlar e impor sistemas e sem dúvida enriquece ainda mais uma época que possui muitas qualidades, que foi a nossa querida e saudosa década de 1980.

Trilha Sonora:

Adagio for Strings - Samuel Barber
Ride of the Valkyries (em referência a Apocalypse Now, o filme sobre a Guerra do Vietnã em uma versão anterior que tinha o pai de Charlie Sheen, Martin Sheen, no papel principal)
Groovin - The Rascals
(Sittin' On) The Dock of the Bay - Otis Redding
The Tracks of My Tears - Smokey Robinson part. The Miracles
White Rabbit - Jefferson Airplane
Okie From Muskogee - Merle Haggard

Curiosidades:

As filmagens foram realizadas em seqüência e, a medida que os personagens morriam na tela, os atores eram mandados para casa. A emoção que Charlie Sheen demonstra na cena final, quando ele entra no helicóptero, foi real, pois ele finalmente sabia que estava retornando para casa.

Johnny Depp tinha 22 anos de idade na época em que o filme foi realizado e aquela foi a primeira vez que ele saiu dos Estados Unidos, uma vez que as filmagens foram realizadas nas Filipinas.

Keanu Reeves recusou o papel de Chris Taylor.
O papel de sargento Barnes foi originalmente oferecido a Kevin Costner.

Nomeações e prêmios conquistados:

Oscar 1987 (EUA)
Vencedor nas categorias de melhor filme, melhor diretor, melhor som e melhor montagem.
Indicações nas categorias de melhor ator coadjuvante (Tom Berenger e Willem Dafoe), melhor roteiro original e melhor fotografia.

Festival de Berlim 1987 (Alemanha)
Vencedor do Urso de Prata de melhor direção (Oliver Stone).

Globo de Ouro 1987 (EUA)
Vencedor nas categorias de melhor filme - drama, melhor direção (Oliver Stone) e melhor ator coadjuvante (Tom Berenger).
Indicado na categoria de melhor roteiro.

Independent Spirit Awards 1987 (EUA)
Vencedor nas categorias de melhor filme, melhor diretor (Oliver Stone), melhor fotografia e melhor roteiro.
Indicado na categoria de melhor ator (Willem Dafoe).

Academia Japonesa de Cinema 1988 (Japão)
Venceu na categoria de melhor filme estrangeiro.

BAFTA 1988 (Reino Unido)
Venceu nas categorias de melhor direção e melhor edição.
Indicado na categoria de melhor fotografia.


Aldiéres Silva